Gorduras essenciais Nutrição esportiva

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Gorduras essenciais Nutrição esportiva

Mensagem por SeuCuca em Sab 12 Fev - 19:50

As gorduras essenciais são gorduras de cadeia longa e polissaturadas. Tal como os outros nutrientes essenciais (vitaminas, minerais, aminoácidos essenciais etc), as gorduras essenciais ou EFAs devem ser supridas pela dieta, porque o corpo humano não as pode fabricar.

São fontes de gorduras essenciais as oleoginosas, tais como castanhas e nozes, sementes, óleos de peixe e óleos vegetais não processados.

Existem dois tipos de EFAs: ácido linoleico (LA), que é um ácido graxo ômega 6 e ácido alpha-linoleico (LNA), que éum ácido graxo ômega 3.

Através destes 2 ácidos graxos, o corpo humano pode fazer (através da ação de diferentes enzimas) diferentes outros tipos de ácidos graxos os quais são utilizados para inúmeras funções fisiológicas que mantêm ou melhoram a saúde e a
performance.

Dentre elas:
- Os EFAs (preferencialmente LNA e 2 outros ácidos graxos ômega 3 denominados DHA e EPA, ácido decosaexaenóico e o ácido eicosapentaenóico (respectivamente) têm a capacidade de aumentar a oxidação de gorduras. Gordura queimando gordura!

- Aumento de VMB
- Baixa na taxa de colesterol plástico
- Aumento da sensibilidade à insulina
- Produção de energia
- Transporte de oxigênio
- Produção de hemoglobina
- Produção de prostaglândis

Vamos nos deter um pouco em prostaglândis. Esta é uma substância com ação similar à dos hormônios, muito embora não seja um hormônio “hormone-like substance” de vida curta e ação imediata. Existem “boa” e “má” prostaglândis.
A prostaglândis é criada a partir de EFAs e está diretamente relacionada com o controle da pressão arterial, com as respostas inflamatórias e respostas imunológicas, com a sensibilidade à insulina e com muitas outras funções conhecidas e ainda não conhecidas.

Por isso, é fácil calcular que um problema com a produção ou equilíbrio de prostaglândis pode causar uma série de
problemas.

Instintivamente, já há muitos anos, a carne vermelha é conhecida no mundo do culturismo como sendo ótima para o aumento da massa muscular.
Provavelmente, além de outras propriedades, a carne vermelha é rica em um derivado de gordura essencial (ácido linoleico conjugado) o qual bloqueia a ação da má prostaglândis (PGE-2) que tem um grande potencial catabólico.

É comum o uso combinado efedrina/aspirina/cafeína (ver adiante neste guia) para efeitos termogênicos (queima de gordura). Neste caso a aspirina é utilizada, pois ela bloqueia a prostaglândis que, além de causar resposta proprioceptiva à dor diminui a ação
termogênica.

Muitos culturistas ainda fazem uso de outro derivado de gordura essencial (gama-ácido linoleico ou GLA) encontrado no evening primrose oil (azeite noturno de primavera) que é um precursor de “boa” prostaglândis (PGE-1), que tem propriedades anti-inflamatórias e repõe gorduras essenciais depletadas do fígado pelo uso de esteróides anabólicos, especialmente pelos 17-alpha alquelados.

Como regra geral para controlar o seu consumo de gordura, um terço das gorduras ingeridas diariamente deve provir de gorduras essenciais, os outros dois terços podem derivar de carnes vermelhas, frango, ovo, queijo, pequenas quantias de manteiga e
eventualmente até de hambúrguer.
Gorduras a serem evitadas são óleos vegetais processados, margarinas e qualquer tipo de alimento frito.
Não gostaria de me estender muito neste item mas creio que devemos esclarecer o

problema dos óleos processados antes de irmos adiante.
Ocorre que o óleo não processado estraga facilmente pelo contato com o ar, a luz e a temperatura, de forma que as indústrias processam o óleo com o objetivo de estender-lhe a vida.

Acontece que durante esse processo, produtos tóxicos são formados como transácidos graxos, ácidos graxos de ligamento cruzado, polímeros e fragmentos moleculares.

Ostransácidos graxos são relacionados com o desenvolvimento de doenças cardíacas, câncer, aumento da taxa de colesterol, diminuição da produção de testosterona em animais e uma série de outras doenças degenerativas.

Recentemente, a margarina foi condenada como sendo pior para a saúde do que a manteiga. Ocorre que a indústria tem de processar pesadamente o óleo vegetal para transformá-lo de líquido para sólido.

Em geral todos os óleos de supermercado foram parcialmente ou muito hidrogenados. A única exceção é o azeite de oliva virgem extra. É por isso que os italianos lá do Bairro do Bexiga passam azeite de oliva virgem extra no pão ao invés de margarina, resolvendo dessa forma o problema.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
SeuCuca - TF Moderador #11

• Equipe Musculação Brasil
Tudo que você deseja saber sobre musculação em um único lugar!

SeuCuca
Moderador

Mensagens : 558
Data de inscrição : 10/02/2011
Idade : 23
Localização : Curitiba-PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum