Parto xTreino

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Parto xTreino

Mensagem por SeuCuca em Sab 12 Fev - 20:35

Quanto tempo depois do parto posso voltar a malhar?

Nos últimos meses, essa tem sido a pergunta mais frequente entre as mamães, pois todas ficaram impressionadas com a rapidez com que Claudia Leitte retornou à ginástica – e, com isso, recuperou a forma semanas depois do parto. Mas a cantora não é regra. Aqui você vai descobrir qual é o prazo ideal para voltar a praticar cada tipo de atividade física.



A incrível forma física de Claudia Leite
Ela conseguiu emagrecer 11 quilos e exibiu uma barriga sequinha no Carnaval apenas 25 dias após ter dado à luz ao filho Davi. Como Claudia Leitte conseguiu tal façanha em tão pouco tempo? Segundo Carla Sicupira, personal trainer da baiana, as curvas impecáveis foram resultado de muita ginástica. “Faltava pouquíssimo tempo para subir no trio elétrico, por isso ela começou a treinar uma semana depois da cesárea. Com liberação médica, fez caminhadas leves e exercícios para os braços”, conta.
Três semanas após o nascimento de Davi, partiu para os abdominais. Mas a professora garante que ela apenas realizou isométricos, que você faz contraindo o abdômen, sem movimentação do tronco. “Assim, não há perigo de romper os pontos. No entanto, retornar ao treino tão cedo não é comum. A Claudia só pode fazer isso graças ao excelente condicionamento físico que tem”, fala.

O que dizem os especialistas
Os especialistas concordam: essa rotina de malhação pós-parto não é para qualquer uma. Voltar a se exercitar depende, principalmente, do preparo físico, das atividades realizadas pela mãe antes e durante a gestação e da evolução nas semanas seguintes ao nascimento do bebê. Por isso, resolvemos ouvir as médicas Lilian Rodrigues, professora do departamento de ginecologia e obstetrícia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, e Flavia Kronfly, ginecologista e obstetra, além da professora de educação física Renata Bucci, responsável pelo programa de ginástica pós-parto da academia Reebok, e da fisioterapeuta Rachel Mandovan, coordenadora do Circuito Saúde Niterói, no Rio de Janeiro.
Foram elas que nos ajudaram a definir o tempo ideal para voltar à malhação – que, dividido em fases, mostra as atividades recomendadas para depois da gestação. As informações valem para mulheres que se submeteram à cesárea. Em caso de parto normal, a caminhada leve pode começar uma semana depois e outras atividades físicas estão liberadas após 30 dias.

Atividades pós-cesárea de 15 a 20 dias
Você ainda não pode malhar, mas não precisa ficar sentada no sofá com o bebê no colo. Coloque-o no carrinho e saia para passear na rua ou no parque. Só isso já é uma maneira de mexer o corpo e eliminar calorias.

Atividades pós-cesárea de 30 a 60 dias
Nessa fase, dá para começar a praticar atividades leves, como caminhada, alongamento, hidroginástica e exercícios específicos para fortalecimento do abdômen, lombar e assoalho pélvico – musculatura localizada a partir do osso púbico até a base da coluna, passando pela vagina, uretra e ânus, que dá sustentação aos órgãos sexuais internos (útero, ovários, trompas) e à bexiga.


Atividades pós-cesárea de 60 a 90 dias
As atividades moderadas estão liberadas. Já é permitido pedalar sem carga na ergométrica, fazer sessões de ioga, natação e musculação com carga leve e séries com poucas repetições. Mas atenção: em qualquer exercício, não ultrapasse 70% da sua frequência cardíaca máxima.

Atividades pós-cesárea com 90 dias
A essa altura, os pontos devem estar bem cicatrizados e você pode partir para exercícios de maior intensidade. É hora de caprichar nos abdominais, frequentar aulas de pilates, power ioga, jump, localizada e até fazer musculação com carga pesada.

É possível fazer abdominoplastia logo após a cesárea?
Não. Essa foi outra hipótese levantada no caso da Claudia Leitte, porém totalmente descartada pelos especialistas. No pós-parto, a mulher ainda sofre os efeitos da gestação (alterações hormonais, flacidez da pele, excesso de peso, inchaço). “Como o contorno do corpo fica distorcido, o médico não consegue identificar o quanto do abdômen precisa realmente ser reduzido”, explica Alan Landecker, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Ou seja: nesse caso, os riscos do resultado da plástica não sair como o esperado são grandes. Além disso, os medicamentos tomados durante a cirurgia entram na corrente sanguínea e podem ser transmitidos para o leite materno, intoxicando o bebê. “O ideal é se submeter a qualquer tipo de intervenção seis meses depois de terminar a amamentação”, recomenda Alan.


Fonte: Boa Forma

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
SeuCuca - TF Moderador #11

• Equipe Musculação Brasil
Tudo que você deseja saber sobre musculação em um único lugar!
avatar
SeuCuca
Moderador

Mensagens : 558
Data de inscrição : 10/02/2011
Idade : 24
Localização : Curitiba-PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum