4 atletas pego no doping após consumir CLA da IntegralMédica

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

4 atletas pego no doping após consumir CLA da IntegralMédica

Mensagem por SeuCuca em Seg 14 Fev - 0:55

4 ATLETAS DO FUTEBOL PROFISSIONAL DO SUL DO PAÍS É PEGO NO DOPING APÓS CONSUMIR PRODUTO DA INTEGRALMÉDICA S/A QUE FABRICOU PRODUTOS CLA, GF1 NO2 COM DROGA CHAMADA SIBUTRAMINA


ALERTA PARA TODOS ATLETAS PARTICIPANTES DO PAN E MODALIDADES NÃO OLIMPICAS

O atleta Alex Alves, do Esporte Clube Juventude, foi suspenso preventivamente por 29 dias após exame antidoping realizado dia 17 de março no jogo entre Internacional e Juventude. O motivo foi uso de substância proibida no esporte, denominada SIBUTRAMINA, que é condenada pelo regulamento da FIFA e Agência Mundial Antidoping. Trata-se de uma droga farmaco, proibida na utilização de suplementos alimentares. Não contente com o resultado analítico adverso do controle de exame antidoping sobre amostra A, o clube solicitou a contraprova da análise da contra prova B em busca de confirmar a existência da substância, o que acabou sendo reafirmado (veja cópia dos laudos).

A notícia deixou o atleta arrasado e inconformado com o resultado do julgamento no dia 17/05, no Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Gaúcha de Futebol, que o condenou por 3 votos a 1. Segundo Alex Alves, ele consumiu somente o suplemento da empresa Integralmédica da linha Body Size, denominado CLA, com a orientação da nutricionista do clube, Dra. Fernanda Pezzi, que confirmou ter orientado o atleta a consumir o suplemento, uma vez que a fórmula seria natural, de acordo com o rótulo, e que todo atleta de alto rendimento de várias modalidades consome este tipo de suplemento, pois não tem contra-indicação, como a própria fórmula do CLA cita em sua embalagem, além desse produto também foram consumidos pelo atleta Julio César também do Juventude, que consumiu o produto GF1 também constatou doping para sibutramina, além de mais dois atletas do clube Veranopolis.

Segundo mos advogados disseram que vão também buscar os direitos dos atletas sob ação civil contra a empresa Integralmédica.

Do lado do Juventude, a nutricionista do clube, Fernanda Pezzi, que recomendou o produto ao jogador, afirmou que irá processar a empresa por danos morais. “Além do Alex, outros sete jogadores estavam ingerindo o CLA ou o GF1 e também poderiam ser prejudicados. Mandei analisar amostra dos lotes de ambos e, nos dois casos, a substância foi encontrada”, revela. “Vou entrar na Justiça contra a Integralmédica pois indiquei um suplemento que julgava ser natural, pelo que estava descrito na posologia, e que na verdade não era, o que denegriu a minha imagem como profissional”, afirma a nutricionista. De acordo com o advogado contratado pelo clube para defender Alex Alves no caso, Celso Rodrigues, o Juventude ainda não decidiu se entratá na Justiça contra a empresa.

Procurada para dar sua versão, a Integralmédica negou conhecimento do fato. "Não temos como nos pronunciar, pois não estamos sabendo de nada", afirmou a nutricionista Miriam Puraiano.

JULGAMENTO DO ATLETA


“Foi um julgamento absurdo, pois o Tribunal não levou em conta a nossa prova”, disse o Vice-Presidente de Futebol Carlos Maitelli. O Clube também foi condenado a pagar multa de R$ 50.000, da qual vai recorrer ao STJD da CBF.

CLUBE ACREDITA NA INOCÊNCIA DO ATLETA

Com base no próprio depoimento do atleta, o clube, por meio do médico Dr. Iran Cercatto, resolveu comprar CLA numa loja de suplementos vitamínicos e enviou para a Universidade Federal do Rio Grande do Sul, que confirmou, dias depois, a existência de SIBUTRAMINA na dosagem de 0,50mgLAUDO DE ANÁLISE 4579/2007 de 20/04/07, LOTE 16117, com fabricação de janeiro/07 e com validade até julho de 2008. por cápsula através do

Foi analisado ainda o produto GF-1 GH Nutriente, que, para surpresa de todos, também constatou SIBUTRAMINA, conforme LAUDO DE ANÁLISE 4657/2007 LOTE 16174, fabricado em janeiro/07 e com validade até julho de 2008. Constatou 4,35 mg/dose.

Presidente da ABECD leva o caso para ANVISA em Brasília e Ministério Público.

Alexandre Pagnani, presidente da ABECD

As ações a serem tomadas na Justiça não interferem no julgamento do atleta, mas podem contribuir para resolver um problema que certamente causa danos irreparáveis à imagem do atleta atleta Alex Alves. O papel da ABECD é de encaminhar a documentação para o Ministério Público, que tomará todas as providências cabíveis, além de solicitação de providência junto à ANVISA, que, por meio do Departamento de Alimentos e também da área de Medicamentos Controlados, irá tomar providências cabíveis onde poderá haver aplicação de multas à cassação de registros da empresa. Também foi protocolados ações junto ao DECOM e PROCON, MINISTÉRIO PÚBLICO, para que sejam tomadas as devidas medidas, além de outros órgãos.

Este não é um caso isolado, pois existem mais empresas que serão investigadas por fazerem propagandas enganosas e que colocam drogas em suplementos vitamínicos, ou ainda não informam a composição verdadeira nos rótulos. Hoje, ficou muito fácil ganhar dinheiro nas costas dos atletas que não têm conhecimento, além da população em geral. Para evitar esse problema, mandamos fazer a análise em diversas marcas, conforme denúncia, e assim que obtivermos os resultados, vamos divulgar para a imprensa e cobrar maior fiscalização do Governo, seja para importados ou nacionais. Não podemos aceitar esta situação, que coloca em risco seus usuários.

Vamos ter audiência com o Presidente da ANVISA, Dr. Dirceu Raposo Mello, que convocou o departamento de alimentos e medicamentos para participar da audiência, que tem como meta a definição de estratégias no combate, tanto dos picaretas na área de suplementos, quanto na venda de esteróides anabolizantes, como o caso do Espírito Santo, em que ocorreu recentemente a apreensão de casal de culturistas, sendo que a esposa já foi suspensa pela CBC-M por uso de anabolizantes, e, agora, ambos foram pegos com centenas de anabolizantes e com 1,5kg de uma droga chamada skank, que é dez vezes mais potente que a maconha.

CONHEÇA O PERIGO DA SIBUTRAMINA NO CONSUMO IRREGULAR

No início da década de 80, a sibutramina foi desenvolvida como antidepressivo, agindo em áreas do cérebro que controlam não somente o humor e sensação de bem-estar, como também o apetite. Em novembro de 1997, o FDA (Food and Drug Administration), agência americana que controla a qualidade de alimentos e medicamentos, aprovou nos EUA o uso da sibutramina para controle do peso. A sibutramina auxilia na redução do peso promovendo aumento da sensação da saciedade, agindo também sobre a compulsão alimentar e como inibidora da sensação de fome. Estudos recentes, ainda controversos, atribuem a sibutramina o aumento da taxa metabólica de repouso (aumentaria o gasto calórico em situações de repouso). Existe ainda a possibilidade de que outros mecanismos, ainda desconhecidos, sejam responsáveis pela perda de peso em pacientes usuários desse medicamento.

A sibutramina age inibindo a reabsorção, recaptação e a degradação de neurotransmissores como a serotonina, noradrenalina e dopamina, fazendo com que essas substâncias fiquem disponíveis por mais tempo estimulando os neurônios. Em estudo publicado em agosto de 2000, no “Journal of Neurochemistry”, Volume 75, 2ª edição - Balioglu, A. e Wurtman, RJ, pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, Cambridge demonstraram que, em ratos, a sibutramina eleva a concentração extracerebral de dopamina e serotonina e sugerem que a ação antiobesidade do medicamento pode ser resultante das mudanças provocadas por esse aumento da dopamina atuando no cérebro, assim como por alterações metabólicas resultantes desse aumento de serotonina circulante.

Demétrio, S. e Oliveira, AM., da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-FMRP-Departamento de Farmacologia - verificaram os efeitos da sibutramina em ratos Wistar machos submetidos ao modelo experimental de ansiedade do labirinto em T elevado (LTE). Este modelo procura gerar em um mesmo animal respostas defensivas condicionadas (esquiva inibitória) e incondicionadas (fuga), as quais têm sido correlacionadas à ansiedade generalizada e ao pânico, respectivamente. Os resultados mostram que a sibutramina inibe a resposta de esquiva inibitória, sugerindo efeito ansiolítico e inibe a fuga no LTE, indicando efeito antipânico. (http://143.107.1.36/siicusp/cd_2001/ficha1166.htm). A sibutramina possui ainda outros efeitos independentes da perda de peso:



· Diminuição do nível de insulina plasmática;

· Aumento de HDL (colesterol “bom”) plasmático;

· Redução de LDL (colesterol “ruim”) e triglicérides plasmáticos.



Ainda não há estudos sobre sua ação em crianças e adolescentes: não é indicada sua prescrição para pacientes com menos de 16 anos de idade.

Não deve ser usada nas seguintes situações:



· Associada aos inibidores da monoaminooxidase (IMAOs): deve haver pelo menos duas semanas de intervalo após a interrupção dos IMAOs antes do início do tratamento com sibutramina;

· Associada a outros medicamentos anorexígenos, descongestionantes, sedativos da tosse, ergotamina e derivados, lítio;

· Antecedentes de transtornos alimentares, como anorexia nervosa ou bulimia;

· Glaucoma;

· Hipertensão arterial (ou história de);

· Doença ou dano cerebral;

· Convulsões (ou história de);

· Doença cardíaca (ou história de);

· Acidente vascular cerebral (ou história de);

· Litíase biliar (ou história de);

· Patologias renais severas;

· Patologias hepáticas severas

O SETOR DE FARMACOVIGILÂNCIA DO CVS-SP recebeu 29 notificações de eventos adversos relacionados à sibutramina (sete fichas foram encaminhadas pelo PSIFAVI - SISTEMA DE PSICOFARMACOVIGILÂNCIA DA UNIFESP)





_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
SeuCuca - TF Moderador #11

• Equipe Musculação Brasil
Tudo que você deseja saber sobre musculação em um único lugar!
avatar
SeuCuca
Moderador

Mensagens : 558
Data de inscrição : 10/02/2011
Idade : 24
Localização : Curitiba-PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 4 atletas pego no doping após consumir CLA da IntegralMédica

Mensagem por Ligabo em Qua 9 Mar - 21:07

Integral pra mim está no msm nivel de midway e DNA. Lixo!!

Ligabo

Mensagens : 30
Data de inscrição : 24/02/2011
Idade : 32
Localização : Barra Mansa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum