Perfil Cipionato de testosterona

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Perfil Cipionato de testosterona

Mensagem por SeuCuca em Seg 14 Fev - 2:00

Deposteron
Autor Anthony Roberts
Retirado de forums.steroid.com
Traduzido, Adaptado e Complementado por MRJP


(Testoterona Base + Éster Cipionato)
[17b-hidroxi-4-androsten-3-um]
Peso Molecular(base): 288.429
Peso Molecular(éster): 412.6112
Fórmula Química(base): C19 H28 O2
Fórmula Química(éster): C8 H14 O2
Ponto de Fusão(base): 155ºC
Ponto de Fusão(éster): 98-104ºC
Fabricante: Sigma Pharma
Dose Efetiva(Homens): 300-2000mg/semana
Dose Efetiva(Mulher): Não recomendado
Tempo de Ação: 15 a 16 dias
Tempo de Detecção: 3 meses
Relação Anabolismo/Androgenicidade: 100:100
Apresentações: Deposteron 100mg/ml 3 ampolas R$30

Testosterona é o hormônio responsável por diversas ações fisiológicas. Promove libído, perda de gordura, manutenção da massa magra e densidade óssea e previne doenças cardiovasculares(1). Isso torna a testosterona o pai de todos os esteróides.

Testosterona tem um incrível balanço de anabolismo/androgenicidade, sendo uma ótima droga para construir mais massa e força. Ela promove retenção de nitrogênio no músculo(2), isso significa maior síntese proteica. Testosterona também pode aumentar os níveis de outro hormônio anabólico, o IGF-1 no tecido muscular(3) e a incrível habilidade de aumentar a atividade das células satélites(4) que tem importante função na reparação muscular. Ela tembém se liga ao receptor androgênico para promover a perda de gordura e ganho de massa por mecanismos dependentes desses receptores(5), isso também aumenta a concentração de AR nas células, o que é indespensável para o reparo e crescimento muscular(4)(6). Testosterona induz mudanças na forma, tamanho e também pode mudar a aparência e o número de fibras musculares(7). Androgênicos de forma geral podem proteger o tecido muscular do catabolismo e dos hormônios glicocorticóides(Cool inibindo suas ações. Além disso, promove aumento na contagem de células vermelhas no sangue(9) o que pode promover melhoras em provas de resistência, através de um sangue mais oxigenado. Mais células vermelhas também melhoram a recuperação após atividade física estressante. Como você deve ter observado, os efeitos da testosterona são dose-dependentes, isso é, quanto maior a dose maior o crescimento(10).

Testosterona melhora a contração muscular aumentando o número de unidades motoras no músculo(4) e melhorando a transmissão neuromuscular(12). Também promove a síntese de glicogênio(13) que é o combustível para exercícios musculares intensos. Também promove aumento na agressividade(14) o que explica a confiança dos atletas que a usam.

Testosterona também é boa para promover perda de gordura. Tendo um efeito antiestrogênico cria-se o ambiente perfeito para perda de gordura. Ela se liga ao AR nas células de gordura promovendo lipólise e prevenindo a formação de nova gordura(15). Outro efeito indireto é que a testosterona promove um grande crescimento muscular, e para esse crescimento ocorrer precisa-se de nutrientes, logo, menos substrato fica disponível para o tecido adiposo.

Testosteorna será convertida no hormônio femino estrógeno (pela via da aromatização) pela ação da enzima aromatase. Estrógeno em doses excessivas pode causa efeitos colaterais como: acne, o aumento do tecido mamário (ginecomastia), ganho de gordura e diminuição da lipólise, perda do desejo sexual, atrofia testicular e retenção hídrica que pode aumentar a pressão arterial). Além disso a testosterona interage com a enzima 5alfa-redutase que a converte em DiHidroTestosterona (DHT) um forma mais androgênica do hormônio. DHT tem uma forte interação com tecidos que levam a queda de cabelo em usuários que apresentam tendência genética para tal. Além disso, o DHT pode afetar a próstata causando uma hiperplasia e podendo levar a problemas urinários. As drogas inibidoras dessa enzima (Finasterida) podem evitar esses efeitos sem bloquear a ação anabólica da testosterona(16). Doses altas de testosterona também têm um impacto negativo no colesterol, diminuindo a taxa de HDL(17). Testosterona, é provalvelmente, o esteróide mais seguro, porém deve ser tomada de forma leve.

Os níveis de testosterona caem muito após os 50-60 anos(18). Esses níveis mais baixos significam perda de massa muscular, ganho de gordura e baixa libído(18). Então torna-se boa a idéia de uma reposição exógena de testosterona. Essa reposição também pode prevenir o mal de Alzheimer e outras doenças cognitivas, proteger os nervos, regenerar unidades motoras, melhorar o humor, memória, apetite, libído, melhorar a massa óssea e diminuir o risco de doença cardíaca(19)(20)(21)(22). Deve-se tomar cuidado com altas doses, que podem resultar em efeitos colaterais(23).

Deposteron é uma óleo injetável que contém testosterona e o éster cipionato. O éster denota o tempo de liberação da testosterona após a injeção. Esse éster, particularmente, dá um tempo de ação de aproximadamente 15-16 dias. Níveis estáveis podem ser atingidos com uma injeção por semana. Uma coisa engraçada é que muitos usuários acham que o Deposteron é mais ou menos poderoso que o enantato de testosterona. A verdade é que, eles são quase idênticos, então quase não existe diferença entre eles.

Outras Apresentações
-Ultra Lenta Fuerte 200mg/ml
-GoldTesto Cipionato 200mg/ml
-Testabol Depot BD 200mg/ml

Bibliografia

1. Heart. 2004 Aug;90(Cool:871-6.
2. J Clin Endocrinol Metab. 1997 Feb;82(2):407-13.
3. Am J Physiol Endocrinol Metab. 2002 Mar;282(3):E601-7.
4. Curr Opin Clin Nutr Metab Care. 2004 May;7(3):271-7.
5. Curr Pharm Biotechnol. 2004 Oct;5(5):459-70.
6. J Clin Endocrinol Metab. 2004 Oct;89(10):5245-55.
7. Anat Histol Embryol. 2003 Apr;32(2):70-9.
8. J Lab Clin Med. 1995 Mar;125(3):326-33.
9. Zhonghua Nan Ke Xue. 2003;9(4):248-51
10. J Clin Endocrinol Metab. 2003 Apr;88(4):1478-85
11. steriod.com/forums
12. J Appl Physiol. 2001 Mar;90(3):850-6.
13. Can J Physiol Pharmacol. 1999 Apr;77(4):300-4.
14. Health Psychol. 1990;9(6):774-91.
15. Biochim Biophys Acta. 1995 May 11;1244(1):117-20.
16. Am J Physiol Endocrinol Metab. 2005 Jan;288(1):E222-E227. Epub 2004 Sep 14.
17. J Clin Endocrinol Metab. 2004 Dec 21
18. Sports Med. 2004;34(12):809-24.
19. Heart. 2004 Aug;90(Cool:871-6.
20. Pol J Pharmacol. 2004 Sep-Oct;56(5):509-18.
21. Proc Natl Acad Sci U S A. 2002 Feb 5;99(3):1140-5. Epub 2002 Jan 22.
22. J Gerontol A Biol Sci Med Sci. 2001 May;56(5):M266-72.
23. J Clin Endocrinol Metab. 2005 Feb;90(2):678-88. Epub 2004 Nov 23.

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________
SeuCuca - TF Moderador #11

• Equipe Musculação Brasil
Tudo que você deseja saber sobre musculação em um único lugar!

SeuCuca
Moderador

Mensagens : 558
Data de inscrição : 10/02/2011
Idade : 23
Localização : Curitiba-PR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum