[Dossiê] - Técnicas Avançadas de Treinamento

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Dossiê] - Técnicas Avançadas de Treinamento

Mensagem por MarinhoBF em Sex 11 Fev - 7:39

Bom galera, vou fazer esse Dossiê pra facilitar a vida dos preguiçosos e iniciantes que não tem paciência e querem logo começar a praticar novas modalidades e tipos de treinamento!

Dentro do artigo, vou postar umas opiniões minhas em vermelho! Espero que sirvam como filosofia pra alguns

BOM RESSALTAR: As dicas postadas a seguir tratam de tipos de treinamento GENÉRICOS, ou seja, para cada pessoa a adaptação pode ser diferente, mas basicamente, a base de cada tipo é essa!

Abraços, Marinho,

***************************************************************

Introdução:


Antes de qualquer coisa precisamos saber e entender que temos diversos tipos de treinamento a seguir, de acordo com o bjetivo de cada um podemos traçar a melhor rotina para nosso corpo, física e psicológicamente, vamos as perguntas básicas:

• Qual o seu objetivo?
Aumento da massa muscular?
Melhora da condição física geral? Você quer emagrecer e melhorar sua qualidade muscular?
Aumento da performance esportiva?
Aumento da potência?
Aumento da resistência muscular?

Cada pessoa, após certo tempo de treinamento, adapta as técnicas, métodos e exercícios, de acordo com o seu nível de condicionamento, potenciais genéticos e objetivos. Uma correta programação de treinamento é essencial tanto para iniciantes, como para atletas. As pessoas reagem de forma diferente a estímulos iguais, por isso, a individualidade deve ser observada ao iniciar um tipo de treinamento.

Sabendo disso, vamos aos tipos de treinamento?

TIPOS DE TREINAMENTO:

http://www.musculacaoecia.com/tipos-de-treino-de-musculacao/

• Hipertrofia muscular

É o aumento na secção transversa do músculo, ou seja, aumento no tamanho e no número de filamentos de actina e miosina e adição de sarcômeros dentro das fibras musculares já existentes. Este aumento de massa muscular depende de vários fatores, como resposta individual ao treinamento, intensidade e duração do programa de treino.

Trabalho a ser feito:

- Repetições: de 6 a 12 repetições com carga entre 67% e 85% 1 RM (uma repetição máxima).
- Séries por grupo muscular: maior que 3 séries.
- Freqüência semanal para o mesmo grupo muscular: de 1 a 3 dias por semana.
- Intervalo entre as seções: de 48 a 72 horas.
- Intervalo entre as séries e os exercícios: descanso menor que 1 minuto e 30 segundos.
- Velocidade de execução dos exercícios: lenta.

O tempo de tensão é um importante estímulo para ajudar no aumento da hipertrofia muscular.

Opinião MarinhoBF: Vou dar uma opinião bem particular aqui... para mim o número de séries por grupo muscular deve ser 3 ou 4 séries, dependendo da frequência que o músculo será exigido no programa, mais que isso, acabamos caindo num outro tipo de treinamento. Particularmente, acho 1min30seg muito tempo de descanso entre as séries, portanto para mim, de 1min À 45seg de descanso está mais que suficiente! (Lembrando, que isso depende muito da intensidade e experiência do atleta!). Outro ponto, sobre a velocidade da repetição, acho muito genérico vc colocar "lenta". Eu particularmente sempre faço as repetições no treino de hipertrofia de forma "moderada".

• Força muscular

É a capacidade de exercer força máxima para um dado movimento corporal. O aumento da força segue um certo curso temporal. Uma maior parcela de contribuição para este aumento vem da adaptação neural (melhora da coordenação e eficiência do exercício), porém, com o passar do tempo, a contribuição do aumento de massa muscular se torna essencial, para o aumento de força.

Trabalho a ser feito

- Repetições: inferiores a 6, com carga superior a 85% de 1RM. Isto significa cargas altíssimas, perto da máxima.
- Séries por grupo muscular: maior que 4 séries.
- Freqüência semanal para o mesmo grupo muscular: de 2 a 3 dias por semana.
- Intervalo entre as seções: de 48 a 72 horas.
- Intervalo entre as séries e os exercícios: descanso de em média 3 minutos.
- Velocidade de execução dos exercícios: lenta.

Opinião MarinhoBF: Concordo com praticamente tudo. já que estamos falando de força muscular e não potência muscular como veremos abaixo, e muita gente confunde! Exceto pelo tempo de descanso que 3 minutos, é MUIIIITA COISA!

• Potência muscular
É a combinação entre a velocidade e a força. Quanto maior a força ou a velocidade de execução, maior será a potência gerada. A potência muscular pode ser determinada com um único movimento (como nos levantamentos de peso) ou com uma série de movimentos aeróbios, com um grande número de movimentos repetitivos.

Trabalho a ser feito

- Repetições: as repetições podem variar, mas geralmente são inferiores a 10, utilizando pesos altos ou moderados, entre 30% e 90% de 1RM, dependendo da modalidade escolhida.
- Séries por grupo muscular: maior que 4 séries.
- Freqüência semanal para o mesmo grupo muscular: de 2 dias por semana.
- Intervalo entre as seções: de 48 a 72 horas.
- Intervalo entre as séries e os exercícios: descanso maior que 3 minutos.
- Velocidade de execução dos exercícios: rápida.

Opinião MarinhoBF: Concordo com praticamente tudo. Exceto pelo tempo de descanso que 3 minutos, é MUIIIITA COISA!

• Resistência muscular

É o tempo máximo em que um indivíduo é capaz de manter a força isométrica ou dinâmica em um determinado exercício ou capacidade de manter a capacidade contrátil do músculo.

Trabalho a ser feito

- Repetições: de 15 a 50, com até 65% de 1RM ou seja com cargas leves e moderadas.
- Séries por grupo muscular: de 2 a 3 séries.
- Freqüência semanal para o mesmo grupo muscular: de 3 dias por semana.
- Intervalo entre as seções: de 24 a 48 horas.
- Intervalo entre as séries e os exercícios: de 30 segundos a 2 minutos.
- Velocidade de execução dos exercícios: moderada.

Opinião MarinhoBF: OK! Tempo de descanso proporcional a quantidade de repetições!

A escolha dos treinos a serem trabalhados será feita a partir principalmente dos seus objetivos, levando em conta o seu nível de condicionamento físico e disponibilidade de tempo.

***************************************************************

Técnicas Avançadas de Treinamento

http://www.scribd.com/doc/3208208/8-TIPOS-DE-TREINOS

Essas técnicas podem ser usadas durante períodos em que se está priorizando o trabalho de um determinado grupamento muscular com o objetivo de desenvolvê-lo ainda mais em um curto espaço de tempo.
Deve-se tomar cuidado apenas para usar todas essas técnicas de forma moderada para não levar o corpo ao estado de overtraining.

A )Drop-Sets, Triple Drop-Sets & Quadruple Drop-Sets.

Drop-Set é uma série em que você faz o máximo número de repetições com determinado peso, então imediatamente diminui o peso para fazer mais repetições. O descanso deve ser o menor possível entre a troca de pesos. Triple Drop-Set e Quadruple Drop-Set são a mesma coisa, só que com 3 e 4 mudanças de peso respectivamente, o que consequentemente gera um estresse muscular muito maior.

Cuidado, pois os Drop-sets podem levar ao overtraining facilmente se forem usados num ritmo muito intenso de treinamento e se forem feitos mais de uma vez na semana. Isso significa que drop-sets devem ser usados somente quando se quer priorizar o treinamento de um grupamento muscular por vez e não devem ser usados em mais de um grupamento muscular na mesma semana de treinamento. Especialistas afirmam que o uso de Drop-Sets, Triple Drop-Sets e Quadruple Drop-Sets nos treinamentos é uma excelente maneira de desenvolver músculos mais difíceis de trabalhar.

Opinião MarinhoBF: Paricularmente, dou descanso 0 entre as repetições, e creio ser o mais correto! No artigo creio que o autor fez isso para alertar os iniciantes apressados! Concordo quando ele diz que não se pode fazer Drop-Sets mais que uma vez por semana para cada grupo muscular, porém, creio que isso seja tratado de maneira mais genérica...mas faz total sentido!

B )Supersets

Superset consiste em fazer 2 exercícios diferentes sem descanso entre eles. Existem diferentes tipos de Supersets, os mais importantes são esses três:

1) Superset de mesmo grupamento muscular:

Esse é o mais comum Superset. Significa fazer 2 exercícios diferentes que trabalham a mesma parte do corpo, como por exemplo "rosca bíceps inclinada" e "rosca bíceps direta".

2) Superset alternando exercícios isolados e exercícios compostos:

Esse é um Superset de pré-exaustão. Significa fazer uma série de um exercício isolado e então uma série de um exercício composto. Exercícios isolados são aqueles que trabalham em cima de um grupamento múscular específico enquanto que os compostos trabalham sempre mais de um grupamento muscular por vez. Um bom exemplo é "voador" (isolado) e "supino reto" (composto).

3) Superset em exercícios que trabalham grupamentos musculares antagônicos:

Significa fazer uma série de exercício para um determinado grupamento muscular e então imediatamente fazer uma série de outro exercício para o grupamento muscular antagônico (oposto). Um exemplo clásico disso é fazer um exercício de bíceps e então logo em seguida um de tríceps. Agora para o Superset vale a mesma dica dada para o Drop-Set. Quanto mais essas técnicas forem incorporadas na rotina de treinamentos, maior é a possibilidade de entrar em estado de overtraing.

Opinião MarinhoBF: Sensacional, acho que Super-Sets são excelentes para se quebrar alguns platôs e dar uma intensidade diferente nos treinos! Muito SHOW!

C)Séries com pequena pausa para descanso

Essa técnica é provavelmente a menos popular de todas as técnicas avançadas de treinamento, talvez porque seja a mais difícil de todas. Com essa técnica você escolhe um peso que você possa fazer uma série de 8-12 repetições sem ajuda e começa a série.

Ao acabar coloque o peso no suporte, respire fundo 5 vezes e pegue o peso novamente para uma nova série. Você ainda vai estar pegando o mesmo peso nessa segunda mini- série, mas agora vai estar tentando completar 3-5 repetições com a ajuda de alguém.

Quando atingir seu limite, coloque o peso no suporte, respire fundo 5 vezes novamente e pegue o peso para fazer sua terceira mini-série e tente fazer de 2-4 repetições com o mesmo peso.

Essa técnica pode ser usada basicamente em qualquer exercício como uma forma de aumentar a intensidade dele.
Contudo é mais prático usar essa técnica em exercícios compostos que utilizam máquinas com placas de peso reguláveis por pinos.

Opinião MarinhoBF: Não deixa de ser um tipo de Drop, porém ao contrário, muito mais complicado! Utilizo essa técnica devez em quando para Rosca Direta, e digo que saio com os braços caindo kkkk!

D)Séries Negativas

Negativas é uma excelente técnica para intensificar os treinamentos. Essa técnica possibilita estenuar a musculatura ao máximo através de movimentos mais lentos e controlados na fase negativa e movimentos assistidos por um parceiro na fase positiva.

A fase negativa do movimento (excêntrica) é sempre aquela em que você não está fazendo a força positiva (concêntrica) para puxar ou empurrar o peso. Ex: no "supino" a negativa é quando o peso está indo em direção do seu peito. No "rosca bíceps" a negativa é quando o peso está indo para baixo.

Recomenda-se fazer de 2 a 4 negativas em uma série em que você chegue à exaustão completa, e sempre contando com a ajuda de um parceiro, que é essencial para se fazer bem as negativas e evitar riscos de lesões e acidentes.

Opinião MarinhoBF: Perfeito!

E) Repetições Extras Assistidas por um Parceiro

Repetições extras assistidas por um parceiro é basicamente quando você chega ao seu limite com repetições positivas e quer fazer algumas repetições extras para estressar ainda mais os músculos trabalhados, e conta com um parceiro para te ajudar.

Diferentemente das negativas, você não diminui a velocidade das suas repetições, que se mantém constantes. O seu parceiro vai te dar uma pequena força para que você consiga completar de 2 a 4 repetições extras. Essa técnica de treinamento pode ser usada em praticamente qualquer exercício.

Opinião MarinhoBF: OK!

F) Repetições Parciais

A última técnica avançada de treinamento é chamada de "repetições parciais", que é basicamente um caminho para estenuar mais um pouco os músculos trabalhados antes de finalizar sua série. Consiste em fazer movimentos incompletos depois que você já estressou ao máximo o grupamento muscular com movimentos completos e não consegue mais fazê-los.

Um bom exemplo disso é depois de fazer rosca bíceps direta com movimentos completos, levando a barra do início do movimento (próximo à coxa) até o final dele (próximo ao peito), fazer mais 2 a 4 repetições parciais, ou seja, levando a barra até a metade do movimento apenas.

Opinião MarinhoBF: Rosca 21 é um exemplo de exercício que usa +- os princípios das técnicas de repetições parciais, porém você já faz o exercício com esse foco, quando se fala em repetições parciais aqui no artigo, quer dizer, depois de todo o gasto com o exercicio completo, você ainda estenua mais o músculo fazendo o movimento parcial!NÃO CONFUNDA!

***************************************************************

RESUMO DR.PAULO MUZY

Estava esperando pra postar esse resuminho básico de algumas técnicas de treinamento, que o Dr. Paulo Muzy (Conceituado Médico, Fisiologista Esportivo e atleta Probiótica) costuma passar...

BI-SET: Realizar na Sequência - Ex. 1 + Ex2 + Descanso
DS: Drop-Sets - 20 repetições em média, com redução de 20 À 10% do peso a cada 5 repetições.
DEC: Séries com Repetições Decrescentes - Aumentando o Peso: 8 reps / 4reps / 1 DS / 1 RP
NS: Non Stop - Realizar um membro após o outro, sem intervalo, até completar todo o número de séries.
RP: Rest-Pause - 50 repetições com intervalo de 10s no aparelho a cada 10 repetições.

FIM
avatar
MarinhoBF
Moderador

Mensagens : 774
Data de inscrição : 11/02/2011
Idade : 28
Localização : São Paulo SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum