Treino FullBody - O que o básico nos proporciona?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Treino FullBody - O que o básico nos proporciona?

Mensagem por MarinhoBF em Sex 11 Fev - 7:50

Treino FullBody - O que o básico nos proporciona?


Introdução

Pessoal, o que me motiva a partilhar este texto com vocês é a inumera quantidade de questões envolvendo treinamento onde sempre um iniciante (menos de 3 anos de treino sério) é levado a crer que o mais e a variedade podem levar a grandes resultados em tamanho muscular. Muitos destes iniciantes baseam suas rotinas em treinos de profissionais, eles só enchergam as pingas que os caras tomam, mas como quase todos, não veem os tombos que os caras levam, trocando em míudos este ditado popular, um fisiculturista profissional não tem como foco principal o tamanho e sim a perfeição. O grande e inspirador Arnold, sempre iniciava sua rotina de treino de peitoral pelos exercicios inclinados, muitos iniciantes tomam isto como regra, mas quem realmente estuda o fisiculturismo e em especial pesquisou sobre a carreira de Arnold, sabe que Arnold nem sempre treinou assim, ele fazia isto para suprir uma deficiência, porém a pedra bruta de seu físico foi contruida por anos de rotinas FullBody e exercicios básicos. O Arnold de Venice - California, é o Anold lapidando seu corpo, pena muitos iniciantes não perceberem isto, e pior, quando você tenta explicar e sugere uma rotina básica FullBody, ou mesmo uma semi-split, com um ou no máximo dois exercicios básicos por grupo muscular, o cara fica indignado por você trata-lo como "iniciante" (mesmo ele sendo).

Bom pessoal, o texto abaixo serve para iniciantes e avançados que como eu um dia perderam o rumo, devido ao "modismo" das rotinas e métodos milagrosos dos Prós e Experts atuais. Epero que gostem e aproveitem a leitura.

Treino fullbody – Stuart McRobert
Este tópico é composto de trechos retirados do livro “Beyond Brawn”, de Stuart McRobert.

Introdução Geral

"A menos que você tenha uma genética excelente para construção muscular, os métodos convencionais que prescrevem rotinas “split” (divididas), mais dias de treino do que dias sem treino na semana, vários exercícios isoladores, vários exercícios por grupo muscular, e muitas séries por treino, irão dar pouco resultado. Rotinas fullbody com muitos exercícios e com uma frequência alta também não são produtivos para a maioria dos praticantes. Centenas de milhares de pessoas são provas vivas desta realidade."

"Estamos falando aqui de treinamento sem drogas, e não há resultados rápidos em treinamento sem drogas. É uma longa jornada, exceto para uma pequena minoria de pessoa com genética realmente privilegiada. Você nunca poderá competir com atletas de elite, mas certamente poderá atingir um físico impressionante."

"Pare de seguir instruções que não funcionam. Você não precisa ser um expert para saber que seu treino não está dando resultado. Um treino que deu pouco resultado nos últimos meses, certamente não dará muitos resultados nos próximos meses. Pare de pensar que algo além de treinamento básico, alimentação e descanso adequado, irá fazer alguma diferença nos seus resultados."

"Tenha a mente aberta para fazer o que tem que ser feito (sem drogas). Certamente não será fácil, e somente com muita persistência você conseguirá. Você precisa querer fazer tudo o que for necessário em sua dieta, treino e cronograma de descanso. Ignore as pessoas negativas que querem botar você para baixo."

"Se você quer ficar grande e forte, terá que pagar o preço. Treinar pesado na academia, e fora dela estar consciente e disciplinado para manter uma ótima nutrição e descanso todo dia. Sendo assim, é só você que decide se terá resultados ou não."

"Para mim, fisiculturismo é moldar seu físico a ponto de estar satisfeito com sua aparência e performance. Não tem nada a ver com drogas, narcisismo excessivo, obsessão com porcentagem de gordura, treinos convencionais, ou treinar de forma fútil. Nesse meu ponto de vista, fisiculturismo é uma atividade saudável, mas um treino 100% focado em força pode tornar-se prejudicial."

"O fisiculturismo promovido por mim nunca coloca aparência ou performance em primeiro lugar, e sim a saúde. Mas a aparência importa muito. E por isso comer em excesso está descartado, e a porcentagem de gordura nunca deve estar acima de 15% (para um homem). Uma boa nutrição não é só proteína, proteína, proteína. Não é saudável concentrar sua dieta excessivamente em produtos animais."

Exercícios

"Fisiculturismo inteligente é selecionar os exercícios que funcionam melhor PARA VOCÊ. Isso significa sempre concentrar-se nos exercícios básicos, mas não significa ficar preso a uma fórmula. Mesmo os maiores exercícios não são igualmente adequados para todos os praticantes. Nunca se prenda a um exercício que simplesmente não se adequa a você. Por exemplo, se você tem problemas de joelho e coluna, insistir em agachar é burrice. Note que todos aqueles que afirmam que “agachamento é obrigatório”, normalmente são privilegiados por uma excelente estrutura biomecânica para agachamento."

"Os exercícios mais importantes são: agachamento, levantamento terra, levantamento terra sumô, stiff, leg press, supino, mergulho em paralelas, encolhimento de ombros, puxadas, remadas, barra fixa (pronado e supinado), pullover e desenvolvimento. Esses são os exercícios básicos que você deve concentrar-se para crescer (escolher apenas alguns deles em cada treino). Cada treino terá entre 2 e 5 exercícios básicos."

"Os exercícios secundários mais importantes são: panturrilha (elevação), abdominal, abdominal lateral (oblíquo), rotação externa do ombro (acho que o autor refere-se ao deltóide posterior aqui), hiperextensão (lombar), e trabalhos específicos de pescoço e “pegada” (grip). Roscas podem ser incluídas se você não conseguir desenvolvimento suficiente dos bíceps nas remadas, puxadas e barras. Uma mistura entre os exercícios “core” (básicos) e os secundários trabalha todo o corpo."

"Há também muitos exercícios isoladores, tais como extensão de pernas, voador, elevação lateral, rosca concentrada, cross over, coice (tríceps), que são exercícios de “detalhe”. Os físicos de elite usam esses exercícios, pois estão trabalhando com detalhes. Porém poucos membros de academia, mesmo os experientes, já ganharam volume muscular suficiente para se preocuparem com detalhes (no entanto esses exercícios podem ser muito apropriados para fins de reabilitação, prescritos por um profissional da área). De uma forma geral, esses exercícios isoladores muitas vezes distraem você daquilo que deveria ser o seu foco principal, se você quer mesmo ficar grande."

"Sua escolha de exercícios deve se basear também em quais exercícios você pode fazer com segurança, por um longo prazo e com cargas progressivamente pesadas. Os exercícios básicos principais são sempre desconfortáveis, mas não devem ser nunca lesivos. "

Progressão de cargas e boa postura nos exercícios básicos

"Fisiculturismo e treinamento de força é bastante simples, mas isso não significa que seja fácil. O que realmente importa é ter foco em cargas progressivas com boa postura. Escolha alguns exercícios básicos que sejam os melhores PARA VOCÊ, e então dedique-se por anos em ficar cada vez mais forte nesses exercícios."

"Se você quer aumentar 2 ou 3 centímetros nos braços, por exemplo, você terá que aumentar uns 15 kg de massa muscular no corpo todo. Você não irá alcançar isso concentrando o treino nos braços. Faça seu corpo crescer como um todo, concentrando-se amplamente nas pernas e costas. Cerca de dois terços da massa muscular total está nas pernas, glúteos e costas. Ombros, peito, abdome e braços apenas constituem cerca de um terço da sua musculatura, então não faz sentido dar a essas áreas mais do que um terço da sua atenção total em relação ao treino."

Fonte: “Beyond Brawn”, de Stuart McRobert.
Tradução: Rot
Nota: Este texto foi contribuição do moderador Murtoz do forum "Saúde Forum"

O Treino de Hércules

Até hoje não existe um profissinal que não se curve aos pés de Steve Reeves, creio eu, que existe um ranking da história do fisiculturismo e Steve Reeves lidera com larga vantagem, Arnold é o segundo, Reeves e Arnold ocupam mais de 70% do gráfico.
Bom, Reeves sempre treinou o corpo todo com um intervalo de 36 horas entre um treino e outro. Eu tenho o livro de Steve Reeves, e lá aprendi a verdadeira essência do Fisiculturismo, em seu livro além de suas rotinas de treino, Reeves dá dicas de saúde, cuidados com a pele, etc. A rotina básica de Reeves consistia e apenas um exercicio para cada grupo muscular e ele nem sempre usava os mesmos exercicios.
Para quem não conhece Steve Reeves, é só procurar no google, abaixo uma foto para ilustrar minhas palavras e inspirar aos que desejam testar o método FullBody.

Reeves é de uma época onde esteróides anabolizantes não faziam parte da rotina dos bodybuilders e graças a isto seus resultados foram incríveis, até mesmo para os dias de hoje. Reeves viu no horizonte o que muitos não enxergam hoje, pois tem sua visão escurecida pela sombra dos esteróides.
Reeves tem sido meu ídolo e minha inspiração desde que entrei de cabeça neste esporte, que para mim hoje é muito mais que um esporte, é um estilo de vida.

Abraços, MarinhoBF

Referência: http://www.nofrango.com.br/yaf_postsm3.aspx
avatar
MarinhoBF
Moderador

Mensagens : 774
Data de inscrição : 11/02/2011
Idade : 28
Localização : São Paulo SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum